Astrologia e Autoconhecimento

May 25, 2019

Prazer, me chamo Raphaella. Sou Astroterapeuta e Conselheira Astrológica e hoje estou aqui para dividir com vocês a dádiva que me foi dada ao mergulhar no mundo da astrologia: o autoconhecimento.

 

Muito se fala sobre autoconhecimento hoje em dia. Com certeza vocês já ouviram milhares de terapeutas holísticos, psicoterapeutas e diversos outros profissionais falando sobre a importância do autoconhecimento para atingirmos esse tal estado de felicidade, que é a nossa busca eterna na vida. Sim, o autoconhecimento é fundamental para vivermos uma vida plena, e você sabe o porquê?

 

 

Todos nós somos almas vivendo experiências terrestres. Nossa alma encarna diversas vezes, em diversos corpos, em diferentes ambientes familiares e socioculturais, com o único objetivo de nos fazer aprender e evoluir. Esse é o propósito maior de todos nós como almas: evoluir através do amor. Experimentar a vida, diversas vezes, até aprendermos a amar. E não falo de amor romântico, mas sim de amar a tudo e a todos como iguais. Quando aprendermos a amar, incondicionalmente, vamos nos libertar da roda de karma, ou roda de Samsara, e não precisaremos mais encarnar, porque já vamos ter aprendido tudo o que há para aprender e vamos nos “iluminar”.

No entanto, além desse propósito coletivo, também viemos cumprir uma missão específica de alma: uma missão que só a nossa alma, com a sua essência única, com os conhecimentos e habilidades que tem, consegue realizar. É o que chamam por aí de Propósito de Vida ou Dharma. Antes de encarnar, todos nós recebemos essa missão, esse propósito. Mas quando nascemos, esquecemos do que vivemos em vidas passadas e também esquecemos da nossa alma, da nossa essência divina, e, consequentemente, esquecemos da nossa missão. Temos que esquecer para recomeçarmos do zero, para aprender. E nós só vamos tomar consciência sobre nosso propósito e trazer esse sentido maior para nossa vida, ao cumprirmos essa missão, quando nos lembrarmos primeiro sobre quem somos.

 

Mas como esquecemos quem somos?

 

Quando crianças, conforme nosso Ego (personalidade) vai sendo formado, acabamos por nos padronizar, nos afastando daquilo que nos faz únicos para sermos iguais a todo mundo e nos sentir parte de um grupo, para pertencer. Entramos numa caixinha onde apenas certas formas de ser e de pensar são aceitáveis para se viver em sociedade. Aprendemos que o que é diferente é errado. Isso acaba nos moldando e nos leva para ainda mais longe de quem realmente somos e do que viemos realizar nessa vida, porque são nossas características únicas que nos permitem realizar o nosso propósito pessoal. Como sabiamente diz Prem Baba em seu livro “Propósito: a coragem de ser quem somos”: “Ao nascer, a criança ainda tem uma lembrança de quem ela é e do que veio fazer aqui. Mas com o passar do tempo, através do contato com o mundo, ela vai cedendo a influências externas, adquirindo crenças e reprimido sua expressão natural (...) quando a criança começa a frequentar a escola e inicia uma vida social, ela recebe novos inputs (além dos que chegam através dos pais e familiares) sobre aquilo que, supostamente, é certo ou errado; sobre aquilo que ela deveria ser e fazer na vida (...)”.

Assim, ao esquecermos quem somos, ao deixarmos de lado nossas habilidades e talentos naturais, nossa forma única de pensar e nossa essência, acabamos por nos identificar com esse personagem que criamos, durante o nosso crescimento, para sermos aceitos e amados pelas pessoas, e nos afastamos do nosso propósito. E isso acontece com todo mundo... e gera muito sofrimento. Esquecer quem somos como almas e, consequentemente, esquecer nossa missão é o que tem gerado todos estes processos de depressão, angústia, frustração e medo, que muitas pessoas têm vivenciado ultimamente.

Agora, vamos voltar para os campos da Astrologia. Já vimos que relembrar quem somos, como almas, expande a nossa consciência e nos conecta com nosso propósito de vida. E relembrar quem somos é justamente o que esse processo de autoconhecimento faz: nos ajuda a olhar para dentro de nós e nos reconectar com nossas habilidades, talentos, paixões e dons, que nos fazem únicos.

 

Como então a astrologia pode nos ajudar no nosso processo de autoconhecimento?

 

A leitura do nosso mapa astral (ou mapa natal) nos leva de volta a quem deveríamos ser, não fossem as interferências externas da sociedade no nosso crescimento e desenvolvimento pessoal. Como diz Paul Tillich: “O Homem é solicitado a fazer de si mesmo aquilo em que deveria tornar-se, para realizar seu destino”. E a astrologia nos relembra sobre quem viemos ser, para realizar esta missão. A leitura do mapa astral mostra os nossos diversos fragmentos: nossa forma de pensar, de agir, de nos relacionar... nos mostra qual é a nossa essência e também aquilo que viemos curar, as crenças que viemos superar. Mostra nossos desafios e nossos processos de cura. Mostra inclusive como temos mais facilidade para olhar para dentro e nos conectar com nossa alma... é literalmente um manual de instruções que nos leva de volta a nós mesmos. A leitura do mapa começa a despertar a nossa consciência, nos faz refletir sobre quem realmente somos e se a vida que temos levado e as escolhas que temos feito estão de acordo com o caminho da nossa alma.

A Astrologia apareceu na minha vida num momento em que eu estava percebendo que tudo o que havia feito e conquistado até o momento não me fazia feliz. Eu me perguntava constantemente porquê havia feito as escolhas que fiz, se elas não faziam sentido para mim. Foi quando percebi que tinha simplesmente seguido um caminho que a maioria das pessoas seguia, de forma automática, para pertencer, para fazer os outros felizes. Foi um momento em que eu precisava relembrar quem eu era e o que fazia de melhor, e a astrologia me deu esse suporte e me levou de volta a mim mesma. E agora, trabalhando com essa ferramenta que tanto me ajudou, eu convido vocês a despertarem para quem realmente são e a terem clareza sobre as características que te tornam um ser único, através da leitura do seu mapa astral. Convido vocês a “se descascarem”, a retirarem as camadas que construíram em volta de vocês para chegarem ao seu centro, à sua essência, e à sua realização pessoal.

Espero que através deste texto eu possa ter trazido um pouquinho de luz na sua caminhada...

 

Com amor,

Rapha.

 

Para agendar sua leitura de mapa astral com a Rapha acesse: www.thacomvida.com/agendar-sessao

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2017 - 2019 por Thá com Vida