Incenso, aromas e emoções

Eu amo aromas e nada como uma casa perfumada para me sentir já mais calma e literalmente em casa. Aqui o que não falta são incensos, e é sobre eles que vim aqui falar hoje.

Antigamente as civilizações queimavam ervas e madeiras pois acreditavam que o perfume que exalava com a fumaça, ao ir direto para o céu agradaria aos deuses e estariam protegidos contra espíritos maléficos.

Desde de então, o incenso está presente na história de muitos povos como entre os indianos, chineses, egípcios, judeus e gregos e com o passar do tempo foi tomando várias formas e passou a ser usado também como medida higiênica por alguns povos; em casamentos; ritos de passagem e funerais para afastar maus odores provenientes da decomposição dos corpos; como forma de se conectar com Deus e divindades, limpar ambientes de energias negativas e dependendo do perfume é utilizado na meditação pois o aroma é capaz de produzir efeito calmante e relaxante.

Com a chegada de Cristo, os católicos incluíram o incenso em suas práticas e rituais seguindo o registros do uso de incenso que é citado em várias partes da bíblia, como abaixo:

"O óleo e o perfume alegram o coração; assim o faz a doçura do amigo pelo conselho cordial." (Provérbios 27:9)

“Suba minha prece como incenso em vossa Presença, minhas mãos erguidas como oferta vespertina."

(Sl 140,2)

Curiosidade: Emoções e aromas

Está se tornando bem popular a aromaterapia como tratamento alternativo ou complementar para tratar doenças físicas ou psicológicas e como uma informação extra para embasar o conteúdo, segue brevemente como funciona essa relação dos aromas com nossas emoções:

As plantas liberam seus aromas que são substâncias químicas que se dispersam no ar e dependendo do tipo de molécula que a planta liberar terá um efeito no nosso organismo e emoções. Nossas narinas contém receptores olfativos que quando se ligam a essas substâncias aromáticas transmitem impulsos para determinadas regiões do cérebro como o hipotálamo, amígdala e córtex frontal. “A amígdala e o hipotálamo são responsáveis pelos aspectos emocionais e o córtex frontal pela discriminação e percepção consciente dos odores. O hipocampo e o córtex frontal, por sua vez, também respondem pela fixação de outros significados como o valor social e o contexto espaço-temporal em que a ação ocorre. O fato de todas essas regiões do cérebro estarem conectadas, faz com que o processamento do odor envolve tanto aspectos cognitivos quanto emocionais”. https://angelitascardua.wordpress.com/os-sentidos/olfato/

Por todas essas áreas do cérebro estarem relacionadas criamos memória afetiva quando sentimos determinados aromas que nos remetem à lembrança de alguma pessoa ou eventos passados. Até por isso muitas lojas estão usando esse conhecimento para criarem maior conexão com seus clientes e melhorarem suas vendas.

Incenso de resina

O incenso hoje pode ser encontrado em vários formatos como por exemplo: cone, pó, resina e varetas utilizando sempre partes aromáticas das plantas, flores e madeira. Importante dizer que incensos feitos em larga produção podem conter carvão e derivados do petróleo que podem fazer mal a nossa saúde.

Mas vou me ater hoje às resinas que foram novidade para mim o único problema é que são um pouco mais caras que os incensos em varetas que estamos acostumados. Aqui em Londres, encontramos uma loja em Camden Town que comercializa o Frankincense, também conhecido como olíbano, são as resinas que foram ofertadas pelos 3 reis magos com a chegada de Jesus conforme citado abaixo (o incenso do Líbano e a Mirra). Essas resinas de cor amarelo-acastanhada são extraídas das árvores da família das bosuélias (boswellias), originárias do Oriente.

Em algumas culturas, o frankincense é usado para curar feridas, problemas do trato digestivo, saúde da pele e artrite.

“Entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se diante dele, o adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-lhe como presentes: ouro, incenso e mirra.” (São Mateus 2, 11)

A relação do aroma do olíbano e a mirra com nossas emoções promove aumento da introspecção e ajudam na meditação, elevam o contato com o lado espiritual, purificador energético, equilibram e nutrem o chackra frontal. Muito sábios esses 3 reis magos! rs.

Como eu uso o incenso em casa

Aqui eu utilizo incenso para fazer limpeza energética da casa. Acredito que não só o cheiro é importante para isso mas principalmente quando colocamos intenção no que fazemos, independente do que seja, a ação fica mais poderosa. Então, aproveito a chance para esse ser um ritual meu, um momento de limpeza energética tanto minha quanto da casa.

Ligo uma música tranquila, acendo o incenso (pode ser aqueles de fininhos que você encontra até em mercado, em formato de cone, qualquer um mesmo) e caminho pela casa toda imaginando que energias e emoções estão sendo transformadas e purificadas, cada cômodo está ficando puro e limpo e finalizo com uma oração de gratidão. Faço isso toda semana para manter um ambiente harmônico onde eu tenha prazer de permanecer e me sentir confortável.

Se você também faz algum ritual desse tipo para se harmonizar ou harmonizar o seu ambiente ou sente forte relação do cheiro com suas emoções compartilhe comigo nos comentários ou me enviando um email aqui

Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Pinterest Ícone
  • Grey Facebook Icon

© 2017 - 2020 por Thá com Vida