Depender financeiramente do marido?!

April 3, 2017

Resolvi fazer esse post porque muitas mulheres me perguntam como eu lido com o fato de depender financeiramente do meu marido.

 

Um pouco de mim para vocês entenderem a "sofrência"

 

Sou uma pessoa super ativa, sempre buscando coisas novas pra aprender e sempre fui incentivada a buscar a independência financeira. Então, desde que me formei na faculdade comecei a trabalhar e ter meu dinheirinho, às vezes tinha tempo e não tinha tanto dinheiro, e às vezes tinha mais dinheiro mas não tinha tempo. Trabalhei em indústria farmacêutica, drogarias e até abri uma empresa de semi jóias. Enfim, sempre procurei formas de me bancar e ter meu próprio sustento.

 

Casar, mudar de país e não ter renda própria

 

Bom, eu não consigo lidar super bem com mudanças. Mas daí vem a vida e te tira do conforto para ensinar algumas lições. O trabalho do Lucas, por ora, é fora do país, e então beleza, resolvemos ficar juntos e eu tive que lidar com meus medos. Para eu entender e aceitar me mudar do país e saber que eu não ganharia meu dinheiro por um tempo foi meio doloroso e cheio de dúvidas porque tudo seria novidade e eu não sabia o que esperar de tudo isso. Um dos pensamentos que me passava pela cabeça e que é motivo que escrevo esse texto hoje é: "e quando eu precisar depilar, quiser comprar uma blusinha, vou ter que pedir dinheiro pro marido, o quanto isso é humilhante?"

 

Acho que esses medos em relação à dinheiro e depender do outro que nós temos foi uma armadilha que nos deixamos cair ao acreditar piamente que um dos fatores que trazem felicidade para mulher moderna é ser totalmente independente, auto-sustentável e que precisa ter uma profissão ótima, ganhando maravilhosamente bem, para fazer parte do todo, ser respeitada e ser alguém na vida. Toda essa liberdade e independência, nós, mulheres,  conquistamos com muito custo e luta das mulheres que sofreram e sofrem ainda hoje por qualquer que seja a causa que a leve a ter que trabalhar, seja por necessidade ou porque se sente bem realizando a atividade.

 

Acho válido e importante termos uma profissão e fazer o que gostamos mas umas das causas do sofrimento é a nossa inflexibilidade de pensamento e de se curvar ao desconhecido,  que eu tive e muitas mulheres também provavelmente tem, quando ou ficam desempregadas ou resolvem ter filhos e tem que cuidar da casa, e assim, consequentemente ter que depender do parceiro financeiramente.

 

Acreditamos que a nossa utilidade só é real quando estamos trabalhando fora e fazendo dinheiro por nós mesmas para contribuir inclusive com os gastos da casa. E a sensação de conseguir o dinheiro é mesmo muito boa, mas essa não é a única verdade e nem solução para tudo.

 

Além de tudo isso ainda sofremos de ansiedade, de querer tudo resolvido para ontem, ter a casa arrumada, o emprego perfeito, querendo que tudo aconteça ao mesmo tempo. Não é fácil não, minha gente.

 

Obs: gente essa é só a minha experiência e como eu via a situação. Sei com certeza que existem mulheres que lidam com isso muito melhor que eu e talvez não entendam o drama aqui!

 

Como nós resolvemos a situação aqui para eu não pedir dinheiro pra comprar "carcinha"

 

Para acabar com a sensação ruim de “humilhação” de ter que pedir dinheiro para fazer ou comprar coisas foi fundamental o diálogo e explicar como eu me sentia em relação a isso, meus medos e fragilidades, e acabamos encontrando uma solução que funciona muito bem para nós dois =D onde os 2 tem acesso à conta e sabemos quanto podemos gastar sem a necessidade de pedir permissão para o outro se pode ou não comprar tal coisa.

 

 

 

 

Para finalizar, mulheres que tem medo do casamento ou de ficar em casa por medo da perda da liberdade financeira, eu digo para vocês ficarem tranquilas, quebrem esse medo e sejam felizes, se comuniquem com o parceiro. Assim como é gostoso conseguir o dinheiro com nosso próprio esforço também é gostoso poder ter tempo para cuidar da casa e organizar as coisas ao nosso modo. Aos poucos tudo vai se ajeitando e logo aparece o emprego que vai fazer você conquistar sua independência de novo. Mas o mais importante é encontrar novas maneiras de pensar e se adaptar às situações, quebrar crenças para sofrer menos e saber que nada é pra sempre na vida, nem mesmo o sofrimento.

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2017 - 2019 por Thá com Vida